twitter

Observação:

Em primeiro lugar, eu não sou escritora. Tudo o que eu sabia sobre escrever foi esquecido devido à falta de prática. Em segundo lugar, não espero receber comentários. Poucas vezes me importo com a opinião alheia. Em terceiro lugar, o que eu escrevo não interessa a ninguém. A minha única regra é seguir a minha vontade.

Nunca havia entendido como as pessoas podiam ficar sem chão, completamente desnorteadas por uma cadeirada recebida pelas costas. Uma surpresa ruin nem pode causar tudo isso. Como podiam ficar sem fome e com cara de quem não sente, de quem nem está alí. Nunca tinha entendido, até uma semana atrás.
Pra quem não sabe e eu acho justo que a maioria das pessoas que lerem isso daqui não saibam, já que eu nunca contei, eu, junto com a minha mãe e meu irmão temos uma escola de música. Em uma cidade pequena é difícil ter algo que as pessoas não conheçam, mas eu acredito que ela seja conhecida. Começamos a mais ou menos uns 3 anos e desde então temos crescido cada vez mais, mas não por mim e nem pela minha mãe, mas pelo meu irmão. Chega a ser cômido de tão irônico que é nós sobrevivermos de um dom que antes não prestava. Apoiamos muito pouco meu irmão com a música dele e eu nem sei como ele conseguiu aprender tanta coisa e muito menos quando ele conseguiu.
Sei que eu admiro muito ele e o motivo acima é um dos alguns motivos. Porque ele conseguiu ser não só um músico, mas um ótimo músico com o seu apoio, e só. Prova disso são os seus trabalhos, os lugares por onde passou e os prêmios e homenagens.
E semana passada, quando ele viajou e eu pensei que seria só mais um prêmio, foi uma proposta. Trabalho bom e recompensa boa. Porque não? Ele aceitou cobrir algumas pequenas cidades por muito dinheiro, muito mesmo!
Não dá pra ficar em dois lugares ao mesmo tempo e ele escolheu lá. Me disse - e minha mãe não cansa de me lembrar - que eu vou ser a responsável pela escola e que não quer fechar. Que eu, com 17 anos e acordes maiores no violão vou ter que aprender tudo o que ainda não aprendí, e sozinha. Que eu vou ter que ter cordenação para bateria e delicadeza pra teclado e piano. Dedos fortes pro baixo e o calor da viola caipira.
Mas acontece que eu não gosto de pressão. Consegui aprender violão só depois da minha mãe pensar que eu não teria jeito de aprender, só quando eu queria. Só quando não preciso saber matéria de escola, eu sei.
Eu queria falar isso pra ele. Queria implorar que ficasse, só para que os meus dias não sejam tão vazios em casa. Queria que ele entrasse nessa sala e visse estas lágrimas que não param de cair e me perguntasse o porque. Queria dizer que eu o adoro e adoro ter ele como irmão e mestre, bem perto de mim. Mas eu não consigo. Consigo ser egoísta em muitas coisas, mas não consigo ser egoísta com ele.
E antes de perder um professor ou um irmão, estou perdendo meu ídolo.

9 opiniões:

  1. Oi, sumida!
    Tenho um irmão parecido com vc, meu grande amigo e super músico!
    Às vezes a melhor forma de amar é deixar ir... Pode ser uma boa chance de crescimento para vc.
    Bjos,
    Paulinha

  1. É dificil isso, mas uma hora cada um tem que seguir seu caminho, e as vezes (na maioria das vezes) os caminhos são bem distantes. Doi e vai doer sempre, mas a gente aprende a conviver com essa dor, vai ficando mais fácil a cada dia que passa.

    bjs

  1. Passando pra deixar o novo endereço do meu blog: www.pensoegrito.blogspot.com

  1. Olá ! estou passando por aqui para fazer um convite especial a você !Você concerteza conheceu a triste história da inesquecível Daniella Perez,que se foi injusta e cruelmente há mais de 16 anos.Faça uma visitinha e siga o blog : daniellaparasempre.blogspot.com

    O blog foi refeito,reformado essa semana,e está super lindo,tenho certeza de que vc vai amar !
    não deixe de nos visitar,seguindo,vc está ajudando a eternizar a lembrança dela em nossos corações..
    Um abraço !

  1. Bia, cade vc?????????????????????
    Bjos,
    Paulinha

  1. è dificill se sentir assim,principalmente quando se trata de alguém amado que vai embora,seja no seu caso,ou na real perde de alguém querido,mas as vezes,agente não consegue,mas tem que levantar a cabeça e seguir em frente.O que me ajuda,é que quando as coisas começam a dar errado,parecem que vão de mal a pior,mas quando tudo começa a se acertar,parece que as coisas só vão melhorar.
    -Só pra avisar,tem enquete e postagens novas no blog.

  1. Não sabia que sei irmão ia se mudar. Mas fica assim não, sei que tem capacidade pra assumir o lugar dele, basta que se esforce. E quanto a saudade, guarde numa caixinha pra matar assim que vê-lo.

    Beijão!

  1. Que bela iniciativa!
    Mas é isso... acostumar com perdas é tão, tão doloroso. Mas é assim mesmo... torço pra que a escola continue super bem!
    ;*

  1. oi sou do blog insano em tratamento!estou convidando vc para postar em meu blog!resposta até dia 20 de janeiro!não esqueça de mandar seu e-mail!